Registrar Espécime:

Antes de cadastrar um novo registro é preciso selecionar uma base de dados que faça parte dessa coleção. Para trocar de base, clique no link trocar base de dados

Trocar Base de Dados:

Selecionar Base de dados:

Para registrar espécime clique no menu Espécime → Registrar Espécime, ao clicar em Registrar Espécime serão exibidas as Coleções Botânicas que você tem acesso, basta escolher a coleção desejada. Caso não sejam exibidas as coleções, entre em contato com o administrador do sistema pois você não tem permissão para fazer o registro. A escolha do tipo de coleção é importante pois o conjunto de campos a serem preenchidos varia por coleção.

Escolher coleção:

Tela de Cadastro:

Devido ao tamanho, a tela de Cadastro de Testemunhos será apresentada em partes. A primeira parte contém os dados básicos de identificação da coleta e da determinação. Os campos que são apresentados são:

Coleção Botânica - é o tipo de coleção para a qual o seu espécime será cadastrado. Essa escolha é feita na tela anterior, que lista os tipos existentes de coleções do seu herbário.

Número Tombo - para o cadastro de um espécime já tombado, basta digitar o valor. A caixa Tombado já vem marcada, pois considera-se que os dados do herbário são públicos, ou seja, tudo o que for tombado fica disponível para consulta pelo público geral. Caso não seja informado o sistema criará um novo seguindo a numeração do banco

Sufixo - o sufixo é opcional e é usado para testemunhos que possuem um conjunto de exsicatas, mas com o mesmo número de tombo.


Na segunda parte da tela são apresentados os campos para registro dos dados taxonômicos:

Cf. / aff. OU ! - as caixas permitem selecionar qual o detalhe da identificação taxonômica.

Táxon - digite o táxon que pretende usar na determinação de seu espécime. Você pode informar apenas a família e o gênero e o sistema vai apresentar os nomes das espécies existentes na lista apresentada na direita. Depois basta selecionar o táxon que deseja usar.

Determinado - é o nome do determinador

Dia - dia da determinação

Mês - mês da determinação

Ano - ano da determinação

Notas sobre a determinação - campo destinado as observações da determinação, como por exemplo: Phytotaxa 382(2): 222 (2018)

Natureza de typus - refere-se às exsicatas que são typus de alguma espécie. É um campo dicionarizado. Ex.: “clonótipo”, “holótipo”, etc.

Notas sobre a determinação - campo destinado as observações da determinação, como por exemplo: Phytotaxa 382(2): 222 (2018)



Na terceira parte da tela são solicitados os dados da coleta:

Coletor principal - nome do coletor principal

Número da coleta - número da coleta do coletor principal

Outros coletores - nome dos demais coletores

Projeto/Expedição - nome do projeto ou da expedição em que a coleta foi realizada

Núm. coleta projeto/expedição - número específico da coleta relacionado a expedição

Dia - dia da coleta

Mês - mês da coleta

Ano Coleta - ano da coleta

Nomes vulgares - Nome vulgar. Nome (ou nomes) pelo qual é conhecida a espécie em sua região



Na quarta parte da tela são solicitados os dados da localização da coleta:

Unidade geopolítica - o usuário pode digitar o nome da localidade, por exemplo, do município e verificar na lista localizada a direita (Unidade Geopolítica) o nome completo da localidade. Pode também procurar diretamente na parte da direita na lista completa de localidades já presentes no banco de dados. Caso a unidade não tenha sido cadastrada ainda, deve-se entrar em contato com o Curador para solicitar o cadastro. Isso pode ser feito pelo Curador no menu Curadoria / Unidade Geopolítica

Descrição detalhada da localidade - nesse campo pode-se cadastrar os detalhes da localidade

Latitude mínima e máxima - pode-se registrar os valores das coordenadas em dois conjuntos: os valores mínimos e máximos. O banco usa o formato Grau-Minuto-Segundo. Caso você tenha capturado em seu GPS o valor em decimal, pode usa o campo Latitude (para converter) e os campos Grau, Min e Seg serão preenchidos automaticamente.



Coordenadas inferidas - usado para o trabalho de revisão das coordenadas

Latitude e longitude em G-M-S - pode-se usar esses campos para o registro das coordenadas geográficas revisadas. São registradas em Grau-Minuto-Segundo. Caso você tenha capturado via GPS em decimal, pode-se converter com os botões na parte inferior desse trecho da tela. Esse recurso foi solicitado por um dos herbários para o cadastro/revisão das coordenadas de suas amostras, pois muitas estavam ausentes.

Para a consulta das amostras que necessitam de revisão, pode-se acessar o menu Curadoria / Qualidade de Dados / Coordenadas Geográficas. Escolher a coleção e ir em MUNICÍPIOS CUJAS COORDENADAS NÃO CONFEREM COM A LOCALIDADE INFORMADA. O sistema vai verificar as coordenadas e, caso não coincidam com a localidade via cruzamento com o shape do IBGE, poderá registrar as coordenadas inferidas. Assim, serão mantidas as duas coordenadas originais e as inferidas. As coordenadas inferidas são obtidas por revisão. Elas podem ser aplicadas para casos como: etiquetas com o registro errado das coordenadas, coordenadas não informadas mas possíveis de identificação através dos campos de localidade e/o observações, coordenadas incompletas, coordenadas invertidas …

O recurso vai permitir que pesquisadores que fazem este trabalho de revisão possam retornar para o banco de dados do acervo os dados que foram revisados. Seu uso é uma decisão da curadoria. Sugerimos manter os dados originais para manter a consistência entre os dados da etiqueta e os dados mantidos no banco de dados.



Unidade de conservação e descrição do ambiente

Essa parte da tela de registro de um espécime contém os seguintes campos:

Unidade de conservação - nesse campo digitar o nome da unidade de conservação ou selecionar o nome a partir da Lista de Unidades de conservação apresentada logo abaixo. Existe ainda um botão à direita que permite abrir a tela para o cadastro de uma nova unidade de conservação ao banco de dados.

Elev./Prof. Mínima - campo destinado ao valor da elevação ou da profundidade mínima onde a coleta foi realizada. Não registrar a unidade de medida nesse campo.

Elev./Prof. Máxima - campo destinado ao valor da elevação ou da profundidade máxima onde a coleta foi realizada, caso necessário. Não registrar a unidade de medida nesse campo.

Unidade de Medida - lista com as unidades de medidas usadas para a elevação ou profundidade.

Descrição do Ambiente - é o campo destinado para a descrição somente do ambiente onde foi realizada a coleta. Não incluir aqui a descrição do indivíduo.

Ecossistema/Tipo vegetação - campo destinado a descrição do ecossistema ou o tipo de vegetação



Sobre o espécime

Desaparecido/Morto - campo usado para o controle dos indivíduos na coleção viva (arboreto).

Altura - campo para o registro da altura do indivíduo. Não registrar a unidade de medida nesse campo.

Unid. Medida - lista com as unidades de medida usadas para o registro da altura do espécime.

DAP - diâmetro à altura do peito.

Fuste - valor da medida do fuste.

Descrição do indivíduo - campo destinado a descrição do indivíduo coletado. Não usar para a descrição do local da coleta.

Habitat - campo livre para o registro da descrição do local onde o espécime habita.

Habitat/Forma de vida - campo livre para o registro do hábito da espécie.

Usos - estado de caráter etnobotânico. Lista de usos a que se destina

Uso Específico - campo etnobotânico para o uso específico da espécie

Frequência - frequência de cada espécie amostrada

Luminosidade - campo para o registro da luminosidade do local da coleta

Estéril, Fértil, Possui flor, Com fruto, Botão, Fls, passadas, Fr. imatura, Fr. maduro ou Fr. pass. - caixas de seleção para a marcação das caraterísticas do espécime

Sigla Coleção de Origem - campo para o registro da sigla do herbário de origem

Duplicatas - campo para o registro da sigla dos herbários para onde foram enviadas duplicatas da amostra

Qtd. em Estoque - indica a quantidade de amostras existentes no herbário

Citações na bibliografia - indica as citações encontradas na literatura. Exemplo: Linnaea 12: 74 (1838)



Comentários - campo que permite o registro de comentários sobre a amostra